30.7.15

Compostagem e Gerenciamento de Resíduos Orgânicos em Casa - Como começar?

Seguindo a mesma linha de pensamento da postagem anterior, hoje o assunto também vai envolver, indiretamente, um pouco de jardinagem. Indiretamente porque não tem adubo melhor do que o feito por nós, que além de não conter aditivos químicos ainda auxilia na preservação do meio ambiente, diminuindo consideravelmente a quantidade de lixo orgânico que iriamos descartar e que, sabidamente, iria parar em um aterro sanitário, que na maioria das vezes já está sobrecarregado.

Atualmente tem-se falado muito em sustentabilidade, ecologia, meio ambiente e preservação, mas o que você faz na sua casa para ajudar de fato nesse processo?
Pois saibam que atitudes simples como separar o lixo orgânico do reciclável, fechar a torneira ao escovar os dentes ou não deixar a torneira aberta durante toda a lavagem da louça e até mesmo utilizar aquela água "sujinha" que sobrou ao terminar de lavar a roupa para molhar as plantas, cada uma dessas atitudes já faz uma enorme e considerável diferença. 

Se cada um de nós fizer um pouquinho a soma de nossas atitudes resultará em um planeta muito melhor!

Além de pequenas mudanças, como as citadas, em nosso dia-a-dia ainda é possível fazer mais. Quer um bom exemplo? Já ouviu falar em compostagem? Não pense que é um processo novo, longe disso, a compostagem já vem sendo utilizada há séculos, principalmente na China e Europa, mas se você não conhece essa prática, não se preocupe, pois chegou a hora de conhecer, seu jardim e nosso planeta agradecerão mais essa ajudinha.

Compostagem é um processo biológico que "valoriza" a matéria orgânica, em outras palavras, é um processo natural onde micro organismos degradam a matéria orgânica e geram como resultado um composto enriquecido chamado de "composto orgânico", algo que se assemelha a uma terra escura, mas cheia de minerais e excelente para o crescimento feliz das suas plantas.

Muitas pessoas poderão achar que a compostagem é "nojentinha", onde se acumula lixo em degradação, mas a verdade é bem diferente disso, pois hoje em dia é possível adquirir composteiras prontas para uso, formadas por caixas acopladas, onde cada caixa é responsável por uma fase da compostagem. Para entender melhor esse processo vamos falar de uma composteira em especial, a da marca "Morada da Floresta" (olha elas aí em baixo).


(viu só que simpáticas as "caixinhas"? )

Essas composteiras domésticas da Morada da Floresta são excelentes, práticas, cabem inclusive dentro de um apartamento e além disso, o mais importante, são higiênicas, não produzem cheiro ruim e não atraem insetos ou animais indesejados. 
Elas utilizam minhocas como forma de decompor a matéria orgânica, é isso aí..as minhocas são responsáveis por degradar esses restinhos, como cascas de frutas e legumes, restinhos de verduras, cascas de ovos e outros (para saber cada resíduo que pode ou não ser utilizado na compostagem você pode acessar aqui o Manual da Morada na Floresta), para entender melhor como agem as minhocas vamos dar uma olhada na ilustração sobre minhocário, extraída do próprio site do Morada na Floresta.


 Viu que simples, sem sujeira e sem cheiro ruim, claro que você não vai conseguir acabar totalmente com seu lixo orgânico, pois existem algumas restrições quanto aos restinhos que podem ser usados no processo, mas com certeza vai diminuir consideravelmente o seu lixo, principalmente se você já separa o orgânico do reciclável. Essa é uma prática muito fácil de ser aplicada na sua rotina diária e fará muita diferença no seu impacto no meio ambiente como um todo. 

Vale a pena, eu ganhei a minha composteira, que em breve estará em "funcionamento" aqui em casa, gerando um adubinho ótimo para nossas plantas, adquira a sua também e faça a diferença!

Se gostou dessa postagem, deixe seu comentário, compartilhe com seus amigos! Você também pode sugerir assuntos para serem abordados aqui no blog, basta entrar em contato comigo. ;)